Boa Tarde! Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

E-mail: atendimento@asmipir.com.br

 
  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exercito Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * CORPO DE BOMBEIROS: Preservação da Vida, do Meio Ambiente e do Patrimônio *

  • ASMIPIR

    * PM: SERVIR E PROTEGER *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    16º Encontro Nacional dos Veteranos Especialistas da Aeronáutica

Anuncie Aqui
  • Holder
    Notícias
    ASMIPIR

    RG DOS MILITARES DAS FFAA

    ASMIPIR

    Você sabe quem tem direito a isenções na compra de um veí­culo zero km?


    Informações sobre o HASP
    PABX:
    (11) 2224-7000
    EMERGÊNCIA:
    (11) 2224-7160 / 7131
    OFICIAL DE DIA:
    (11) 2224-7095/7094
    Admissão e Alta (SAME) same.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7109
    Assistência Social servicosocial.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7025/7026
    FUNSA (Fundo de Saúde) funsa.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7081
    Junta de Saúde (Inspeções) cis.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7121
    Laboratório lac.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7119/7139
    Ouvidoria ouvidoria.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7009
    SAME (marcação de consultas) same.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7050
    Seção de Controle da Qualidade      scqh.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7015
    Seção de Comunicação Social comsocial.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7017
    Secretaria Direção secretaria.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7002
    Unidade de Apoio ao Paciente (Hotel)   (11) 2224-7093

     

    Parcerias Diversas
    Vídeos

    Gripen. O novo caça da FAB

    FAB 2015 - Construindo o Futuro

    Diretoria

    DIRETORIA EXECUTIVA:

    Presidente: Moysés Fontoura Barbosa
    Vice-Presidente: José Carlos Teixeira de Godoi

    DIRETORES DE FINANÇAS:

    1º Tesoureiro: Rubens Hernandes Martins
    2º Tesoureiro: Massakazu Kudamatsu

    DIRETOR SOCIAL:

    Diretor: José Roberto Pinto

    DIRETORIA DE ESPORTES:

    Diretor: Heraldo Nicolau da Silva

    CONSELHO DELIBERATIVO:

    Membros Efetivos

    Presidente: Flávio Freire Cardoso
    Vice: Clemar Jordão Gomes
    Membro: Maria Lúcia de Pauli

    Membros Suplentes

    José Carlos Machado Filho
    Pedro Emanuel Leite
    Ethevaldo Souza de Oliveira
    Notícias G1


    Ainda não há prazo para conclusão dos trabalhos e a liberação de trecho da via expressa da importante via de São Paulo. Viaduto na Marginal Pinheiros cede quase dois metros e causa transtorno ao trânsito em SP A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou caminhos alternativos para os motoristas após um viaduto da Marginal Pinheiros localizado na altura do Parque Vila Lobos ceder nesta quinta-feira (15), na Zona Oeste de São Paulo. A pista expressa está completamente interditada por tempo indeterminado no sentido Castello Branco, desde a Ponte Transamérica até a Ponte do Jaguaré, para as obras de recuperação. O viaduto tem 530 metros de extensão e passa sobre a linha férrea da Linha 9–Esmeralda da CPTM. Ele é importante via para o motorista acessar a Marginal Tietê e a Rodovia Castello Branco. Veja os caminhos alternativos: Desvio micro: pista local da Marginal Pinheiros, sentido Interlagos/Castello Branco. Desvio médio: Av. Brigadeiro Faria Lima, Av. Pedroso de Morais, Av. Prof. Fonseca Rodrigues, Av. Dr. Gastão Vidigal onde o motorista pode optar por seguir em frente para a Marginal Tietê sentido Rodovia Ayrton Senna ou acessar em direção à Ponte dos Remédios. Desvio macro: Aos motoristas que estão chegando à cidade de São Paulo pelas rodovias Anchieta, dos Imigrantes, Regis Bittencourt e Raposo Tavares com a intenção de acessar a Marginal Tietê, a CET orienta a utilização do Rodoanel Gov. Mário Covas e Rodovia Pres. Castelo Branco. Chegada do litoral a São Paulo: Rodovia dos Imigrantes (Santos/São Paulo): motoristas podem seguir pela Av. Prof. Abraão de Morais, à direita na Rua Pedroso Lousano (sob Vd. Aliomar Baleeiro) sentido Complexo Viário Maria Maluf, Av. Pres. Tancredo Neves e Av. das Juntas Provisórias onde podem optar por acessar a Av. Luiz Ignácio de Anhaia Melo e Av. Salim Farah Maluf chegando à Marginal Tietê e rodovias. Outra opção é seguir pela Av. do Estado até a Marginal Tietê junto à Ponte das Bandeiras em direção à Rodovia Castello Branco. Rodovia Anchieta (Santos/São Paulo): com direção à Rodovia Castello Branco, é possível acessar a direita na Av. das Juntas Provisórias e seguir tanto pela Av. do Estado quanto pela Av. Luiz Ignácio de Anhaia Melo. Extremo Sul da cidade: Sentido Centro: Motoristas podem seguir pela Av. Interlagos, Av. Washington Luís, Av. Moreira Guimarães, Av. Rubem Berta, Av. 23 de Maio, Túnel Anhangabaú e Av. Prestes Maia. Sentido Santo Amaro: Av. Senador Teotônio Vilela, Av. Atlântica, Largo do Socorro e Av. Washington Luís em direção a Santo Amaro. Veja onde viaduto cedeu na Marginal Pinheiros Juliane Souza/Arte G1 Initial plugin text

    Segundo a prefeitura, a parceria existe desde 2014 e o contrato atual com os médicos cubanos vai até dezembro de 2020. Eles atuam em 19 UBS’s na cidade. A cidade de Araçatuba (SP) perderá 23 médicos cubanos que trabalham nas unidade de saúde por causa da decisão do Ministério da Saúde de Cuba de não continuar no programa Mais Médicos após declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com a prefeitura, a parceria existe desde 2014 e o contrato atual com os médicos cubanos vai até dezembro de 2020. Eles atuam em 19 UBS’s na cidade. Além deles, na rede pública de saúde de Araçatuba atendem com outros 33 médicos, totalizando 56. Portanto, os cubanos representam 41 % do total. O município afirma que não foi informado oficialmente. Região de Rio Preto A prefeitura de São José do Rio Preto (SP) informou que atualmente não conta com médicos cubanos no quadro da saúde do município. Em Votuporanga (SP) dois médicos cubanos trabalham pelo Programa Mais Médicos. Em nota, a prefeitura disse que tomará as medidas necessárias, adotando estratégias que não interfiram na qualidade do atendimento à saúde da população. Em Olímpia (SP) trabalham atualmente cinco médicos cubanos nas cinco unidades de Estratégias de Saúde Familiar. A prefeitura disse que espera um posicionamento oficial do Ministério da Saúde. Médicas cubanas na chegada a Olímpia em 2017 Divulgação Posicionamento do Ministério da Saúde sobre o programa Mais Médicos O Ministério da Saúde recebeu nesta manhã (14) o comunicado da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), no qual o governo cubano informa que encerrou sua parceira no programa Mais Médicos. Diante do fato, o governo federal está adotando todas as medidas para garantir a assistência dos brasileiros atendidos pelas equipes da Saúde da Família que contam com profissionais de Cuba. A iniciativa imediata será a convocação nos próximos dias de um edital para médicos que queiram ocupar as vagas que serão deixadas pelos profissionais cubanos. Será respeitada a convocação prioritária dos candidatos brasileiros formados no Brasil seguida de brasileiros formados no exterior. Desde 2016, o Ministério da Saúde vem trabalhando na diminuição de médicos cubanos no programa. Até aquela data, cerca de 11.400 profissionais de Cuba trabalhavam no Mais Médicos. Neste momento, 8.332 das 18.240 vagas do programa estão ocupadas por eles. Outras medidas para ampliar a participação de brasileiros vinham sendo estudadas pelo Ministério da Saúde, como a negociação com os alunos formados através do FIES (Programa de Financiamento Estudantil). Essas ações poderão ser adotadas, conforme necessidade e entendimentos com a equipe de transição do novo governo. O Ministério da Saúde reafirma e tranquiliza a população que adotará todas as medidas para que profissionais brasileiros estejam atendendo no programa de forma imediata. Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba

    Fogo consumiu embarcação durante trabalho de solda na tarde desta quinta-feira (15). Lancha de passageiros explode em porto no Amapá; uma pessoa morreu John Pacheco/G1 Uma lancha de passageiros explodiu em um porto localizado na Área de Proteção Ambiental (APA) da Fazendinha, na Zona Sul de Macapá, na tarde desta quinta-feira (15). Uma pessoa, que ainda não foi identificada, morreu. Até a última atualização desta matéria, o corpo continuava dentro do veículo. Corpo de Bombeiros do Amapá enviou equipe para o local John Pacheco/G1 De acordo com o Corpo de Bombeiros do Amapá, que tem equipe no local, a explosão aconteceu por volta das 15h30, quando uma pessoa estava trabalhando com solda na embarcação, ancorada no "Porto do Chagas". Ainda não há informações sobre o que motivou a explosão. Não havia passageiros dentro do veículo. O fogo se alastrou rapidamente pela embarcação que foi destruída. Haviam outros barcos de madeira próximo da explosão, mas elas não foram atingidas. A Polícia Técnico-Científica (Politec) foi acionada para fazer a remoção e identificação do corpo. Embarcações ancoradas próximas à lancha não foram danificadas John Pacheco/G1 Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
    Governo cubano atribuiu decisão a 'declarações ameaçadoras e depreciativas' de Bolsonaro. Em nota, CMN disse acreditar que governo de transição encontrará solução para manter programa. Governo de Cuba anuncia a saída do programa Mais Médicos A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) divulgou uma nota nesta quinta-feira (15) na qual informou que a saída de cubanos do programa Mais Médicos afetará 28 milhões de pessoas. Nesta quarta (14), o presidente eleito Jair Bolsonaro informou que o governo cubano decidiu deixar o programa por não concordar com testes de capacidade. O Ministério de Saúde Pública de Cuba, contudo, informou ter tomado a decisão em razão de "declarações ameaçadoras e depreciativas de Bolsonaro. Em agosto, ainda em campanha, Bolsonaro declarou que ele "expulsaria" os médicos cubanos do Brasil. "O valor do Programa Mais Médicos (PMM), ecoado nos diversos cantos do Brasil, demonstrou ser uma das principais conquistas do movimento municipalista frente à dificuldade de realizar a atenção básica, com a interiorização e a fixação de profissionais médicos em regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais", afirmou a CNM em nota. "Entre os 1.575 Municípios que possuem somente médico cubano do programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas", acrescentou a entidade. Mais cedo, nesta quinta-feira, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, avaliou em entrevista à GloboNews que a decisão do governo cubano é "ruim" e "hostil". "Eu acho ruim [a saída], porque isso foi uma política que permitiu o atendimento para pessoas que não teriam acesso de outra forma, são 8 mil médicos. Mas nós vamos resolver essa questão de outra forma, o Ministério da Saúde está tomando já providências para suprir essa ausência", afirmou Aloysio Nunes à GloboNews. "É uma decisão que o governo cubano já tomou, acho uma decisão hostil, sem cabimento", acrescentou. Cuba enviava profissionais ao Brasil desde 2013. No Mais Médicos, pouco mais da metade dos profissionais – 8,47 mil dos mais de 16 mil profissionais – vieram de Cuba, segundo dados obtidos pelo G1. 'Extrema preocupação' Ainda na nota divulgada nesta quinta, a Confederação Nacional dos Municípios afirmou que a situação é de "extrema preocupação" e exige a superação "em curto prazo". "Acreditamos que o governo federal e de transição encontrarão as condições adequadas para a manutenção do programa. Enquanto aguardamos a rápida resolução do ocorrido pelo órgão competente, estamos certos de que os gestores municipais manterão o máximo empenho para seguir o atendimento à saúde de suas comunidades", afirmou a entidade.

    Fernando José Alves Peixoto, de 48 anos, estava internado há 15 dias no Hospital Regional de Sorocaba. Família registrou boletim de ocorrência. Fernando José Alves Peixoto estava internado há 15 dias em Sorocaba Arquivo pessoal A família do paciente de 48 anos com aneurisma cerebral que desapareceu do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), na madrugada de quarta-feira (14), acredita que a morte de uma mulher com o mesmo quadro clínico tenha o desestabilizado e levado à "fuga". Os parentes e o hospital registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil. Os familiares foram informados por volta das 9h sobre a saída de Fernando José Alves Peixoto da unidade, onde estava internado há 15 dias. Segundo o registro, ele passava por uma série de exames diariamente. "Conversamos com um funcionário do hospital que contou que, no momento que meu irmão tomou um medicamento, surtou. Ele é um cara tranquilo, não bebe, não fuma, é super normal. Meu irmão tem um filho de 15 anos, que mora com ele, e jamais o deixaria sem notícias como neste momento", disse uma parente. Em nota à TV TEM, o Conjunto Hospitalar de Sorocaba informou que "o Sr. Fernando José Alves Peixoto estava internado com acompanhamento da equipe de neurocirurgia. O paciente evadiu o hospital na madrugada de hoje, dia 14. O CHS contatou a família do paciente para orientações e esclarecimentos". Fernando estava usando fraldas geriátricas e o avental do CHS, que foram encontrados na região. As roupas usados por ele ficaram no Regional e um dos familiares teve que buscar. Informações sobre o paciente desaparecido podem ser passadas à polícia pelo telefone 190. Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

    O filho do empresário também foi atingido pelos disparos e está em estado grave no hospital. Vídeo mostra momento em que empresário é executado a tiros em MS Imagens de câmeras de segurança, obtidas pela Polícia Civil, mostram o momento exato em que o empresário, de 47 anos, é executado a tiros em Campo Grande, na madrugada desta quinta-feira (15). O empresário chega em casa dirigindo uma caminhonete branca acompanhado pelo filho. Eles aguardam o portão abrir. Logo na sequência, aparece um carro que para ao lado do veículo das vítimas. Um homem desce do carro armado e atira várias vezes em direção a caminhonote. Ele volta para o carro e antes de sair ainda dá o último disparo. A ação é rápida, dura menos de 10 segundos. Investigação aponta que ao menos 12 tiros foram disparados, 2 atingiram a vítima que morreu ainda no local. O filho dele também foi atingido e está em estado grave na Santa Casa. Imagens de câmera de segurança captaram o momento em que o empresário é executado em MS Polícia Civil/Divulgação Entenda o caso A Polícia Civil investiga a execução do empresário, que ocorreu por volta da 1h (de MS). A vitima chegava em casa, acompanhado do filho e uma terceira pessoa, quando foi estacionar a caminhonete e houve a abordagem de bandidos. A investigação diz que ao menos 12 tiros foram disparados no local, dois atingiram a vítima e ele morreu antes mesmo da chegada do socorro médico. O filho também foi ferido e encaminhado para a Santa Casa. Conforme o depoimento de testemunhas, o empresário chegou no aeroporto por volta das 11h30 (de MS). O filho então saiu de casa, no Jardim Bela Vista, para buscá-lo. No retorno, assim que abriu o portão da garagem, homens pararam um carro na frente e efetuaram os disparos. O Corpo de Bombeiros chegou no local e constatou a morte do empresário. Já o filho dele permanece internado na ala vermelha do hospital. Ao G1 a assessoria de imprensa da Santa Casa disse que ele foi atingido no tórax, no lado esquerdo e está em estado grave. Nesta manhã, a vítima aguarda avaliação da equipe de cirurgia e permanece com drenos. Uma terceira pessoa chegou a ser atingida por estilhaços de vidro do carro, porém, não precisou de atendimento. O plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, Antônio Ribas Jr., comentou que câmeras de monitoramento ajudaram na identificação dos suspeitos e buscas estão sendo feitas na cidade. Até o momento, não houve prisões.

    Policiais desconfiaram de dupla no veículo e fizeram a abordagem em José Bonifácio (SP). Maconha pesou 127 quilos. Maconha apreendida pela polícia na rodovia BR-153 Divulgação/Polícia Militar A Polícia Militar apreendeu nesta quinta-feira (15) 170 tijolos de maconha dentro de uma caminhonete na Rodovia BR-153, em José Bonifácio (SP). Segundo a polícia, a equipe fazia deslocamento pela rodovia quando desconfiou do veículo. Os policiais disseram que no veículo estavam dois homens que demonstraram nervosismo ao perceberem a presença dos policiais. A equipe fez a abordagem e durante uma vistoria na caminhonete, a polícia encontrou um fundo falso na carroceria, onde foram encontrados os 170 tijolos. Havia também pacotes de droga embaixo do banco de trás. A droga pesou 127 quilos, de acordo com a polícia. Os criminosos foram conduzidos à delegacia de José Bonifácio (SP), onde a ocorrência foi apresentada. Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba