Boa Noite! Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

E-mail: asmipir@gmail.com

 
  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exercito Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * CORPO DE BOMBEIROS: Preservação da Vida, do Meio Ambiente e do Patrimônio *

  • ASMIPIR

    * PM: SERVIR E PROTEGER *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    16º Encontro Nacional dos Veteranos Especialistas da Aeronáutica

Anuncie Aqui
  • Holder
    Notícias
    ASMIPIR

    RG DOS MILITARES DAS FFAA

    ASMIPIR

    Você sabe quem tem direito a isenções na compra de um veí­culo zero km?


    Informações sobre o HASP
    PABX:
    (11) 2224-7000
    EMERGÊNCIA:
    (11) 2224-7160 / 7131
    OFICIAL DE DIA:
    (11) 2224-7095/7094
    Admissão e Alta (SAME) same.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7109
    Assistência Social servicosocial.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7025/7026
    FUNSA (Fundo de Saúde) funsa.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7081
    Junta de Saúde (Inspeções) cis.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7121
    Laboratório lac.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7119/7139
    Ouvidoria ouvidoria.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7009
    SAME (marcação de consultas) same.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7050
    Seção de Controle da Qualidade      scqh.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7015
    Seção de Comunicação Social comsocial.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7017
    Secretaria Direção secretaria.hfasp@fab.mil.br (11) 2224-7002
    Unidade de Apoio ao Paciente (Hotel)   (11) 2224-7093

     

    Parcerias Diversas
    Vídeos

    Gripen. O novo caça da FAB

    FAB 2015 - Construindo o Futuro

    Diretoria

    DIRETORIA EXECUTIVA:

    Presidente: Moysés Fontoura Barbosa
    Vice-Presidente: José Carlos Teixeira de Godoi

    DIRETORES DE FINANÇAS:

    1º Tesoureiro: Rubens Hernandes Martins
    2º Tesoureiro: Massakazu Kudamatsu

    DIRETOR SOCIAL:

    Diretor: José Roberto Pinto

    DIRETORIA DE ESPORTES:

    Diretor: Heraldo Nicolau da Silva

    CONSELHO DELIBERATIVO:

    Membros Efetivos

    Presidente: Flávio Freire Cardoso
    Vice: Clemar Jordão Gomes
    Membro: Maria Lúcia de Pauli

    Membros Suplentes

    José Carlos Machado Filho
    Pedro Emanuel Leite
    Ethevaldo Souza de Oliveira
    Notícias G1

    Ocorrência aconteceu no km 105. Uma tentativa de roubo a carro-forte interdita a pista no sentido Perus do Rodoanel Mario Covas, na altura do km 105, em Suzano. Para o motorista que segue no sentido Itaquaquecetuba, o trânsito flui normalmente. A informação é da SPMar, concessionária que administra a via. De acordo com as primeiras informações da polícia, houve uma denúncia de disparos de tiros na via, o que foi confirmada. Viaturas da Polícia Militar, Tropa de Choque e o helicóptero Águia da PM trabalham na ocorrência. Ainda não há informações sobre feridos. Às 20h40, segundo a concessionária, a via continuava interditada. No sentido Mauá o trânsito fluia normalmente.

    Estreia do livro coincide com um momento dramático do país, disse o escritor ao G1. Sérgio Abranches lança livro no Rio Matheus Rodrigues/G1 O sociólogo Sérgio Abranches lançou nesta segunda-feira (24), no Rio de Janeiro, o livro "Presidencialismo de Coalizão". O evento ocorreu numa livraria no Leblon, Zona Sul da cidade. Após autografar alguns exemplares, ele afirmou ao G1 que a estreia do livro coincide com um momento dramático do país, cercado por crise e eleição presidencial. "O lançamento coincide com um momento muito dramático da história política do País, depois da Constituição de 1988. Uma crise sem precedentes, tanto econômica quanto política. Uma eleição muito complicada, onde de fato o futuro democrático do país está em jogo", disse o escritor. Na obra, o sociólogo faz uma análise sobre o período republicano do País. Sérgio Abranches afirmou que tentou entender em que aspectos houve evolução ou retrocesso no sistema presidencialista de coalizão ao longo dos anos. "A tentativa desse livro é ver o que mudou no modelo político brasileiro em relação a 1946 e 1964, que acabou no golpe militar, e com a Constituição de 1988. Eu vejo que o modelo ficou mais forte do ponto de vista institucional. Ele passa melhor pelas crises do que os modelos passados, mas progressivamente foi perdendo qualidade das políticas públicas", opinou o autor. Abranches acredita que as perdas de políticas públicas deverão ser enfrentadas porque, segundo ele, "estamos em uma grande transição no mundo e no Brasil, e vamos precisar de meios para enfrentar essa transição para o século XXI". A cerimônia de lançamento do livro contou com um debate para discutir o modelo político analisado na obra. Sérgio Abranches e o apresentador da rádio CBN Roberto Nonato comentaram a evolução e características do presidencialismo de coalizão.

    Animal foi deixado agonizando em estrada vicinal e coberto com galhos. Polícia diz que há sinais de maus-tratos antes mesmo do ferimento na corrida. Égua foi abandonada e coberta com galhos em Pedro Afonso Divulgação Uma égua adulta foi abandonada agonizando na beira de uma estrada vicinal em Pedro Afonso, na região central do Tocantins, após se ferir em uma corrida clandestina. O delegado Gilberto Augusto da Silva informou que o animal foi encontrado nesta segunda-feira (24) por policiais militares ambientais que passaram no local e precisou ser sacrificado. Segundo testemunhas, a égua quebrou a pata durante um acidente na corrida no fim da tarde do domingo (23). O dono ainda teria tentado socorrer o animal durante a noite, mas desistiu e arrastou o animal para o acostamento da pista durante a manhã. O delegado informou que veterinários da Adapec que examinaram a égua constataram sinais de maus-tratos anteriores a corrida. Os mesmos profissionais disseram que não havia chance de recuperação e recomendaram o sacrifício. Isso foi feito com um tiro na cabeça disparado por um policial militar. O dono do animal já foi identificado pela polícia e será intimado a depor ainda esta semana. Ele pode responder pelo crime de maus-tratos. A pena prevista é de até um ano de prisão. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
    De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o acidente aconteceu no trecho de Atibaia da rodovia por volta das 17h15. Vítima morreu no local. Um motociclista morreu durante um engavetamento que envolveu dois caminhões na tarde desta segunda-feira (24) na rodovia Dom Pedro, altura do km 75, em Atibaia (SP). De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o acidente aconteceu por volta de 17h15 e a vítima morreu no local. Os motoristas dos caminhões não se feriram. Não há informação de como aconteceu o acidente. No fim da tarde a via chegou a ter cinco quilômetros de lentidão, mas o trânsito foi liberado às 19h05.

    Prazo para regularizar o título de eleitor vai até quinta-feira (27). Prazo para atualizar o título de eleitor é até esta quinta-feira TSE/Divulgação Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. No Ceará o documento de 753.344 eleitores está desatualizado, sendo necessário ligar para o serviço de atendimento do TRE, pelo número 148, para saber o local de votação e só então se dirigir ao Cartório Eleitoral. A desatualização se deve à mudança nas zonas eleitorais realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), que extinguiu 18 zonas eleitorais do interior e remanejou quatro para Fortaleza. A medida impactou eleitores de 29 municípios cearenses que tiveram os números da zona e da seção alterados. As mudanças podem ocasionar dificuldade para solicitar a segunda via do título. Como o título não é o único documento aceito para votar nas eleições de outubro, mesmo estando com o título desatualizado, se souber para qual seção foi remanejado, o eleitor pode votar com documento oficial com foto, como a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou passaporte. Segunda Via Para solicitar a segunda via do título, o eleitor deve estar em dia com a Justiça Eleitoral, ou seja, não poderá ter débitos pendentes, como multas por ter deixado de votar ou a faltas se convocado para trabalhos eleitorais, como o de mesário. As multas podem ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) emitida pelo cartório eleitoral e variam de R$ 1 a R$ 35,14. e-Título Eleitores que estiverem com a situação regular também podem optar pela versão digital do título de eleitor. O aplicativo encontra-se disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets. Ele apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, o eleitor só precisa inserir seus dados pessoais. O aplicativo também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular. O eleitor que já tem o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais), a versão do e-Título virá acompanhada de sua foto, o que facilita a identificação na hora do voto. Caso contrário, o eleitor deverá levar documento oficial com foto no dia da votação. Pelo aplicativo é possível saber o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, até sua seção eleitoral. Além disso, ele também oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Grande Minas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Grande Minas.
    Projeto terá nova rodada de discussões nesta terça (25) para depois ir para sanção do prefeito; proprietários de imóveis residenciais e comerciais pagarão entre R$40 e R$160 em 2019. A Câmara de Vereadores de Ipatinga aprovou nesta segunda-feira (24) o projeto de lei que regulamenta os valores a serem pagos sobre a coleta de resíduos sólidos na cidade para o ano de 2019. Dos 18 vereadores presentes no plenário, 16 votaram a favor da decisão que prevê aos proprietários de imóveis residenciais e comerciais o pagamento da taxa de lixo entre R$40 e R$160; a cobrança do valor será relativa ao tamanho do imóvel. A cobrança chegou a ser suspensa na última segunda-feira (13) para que ocorresse a votação da Câmara. Segundo a prefeitura, a população ainda precisará pagar pelos valores antigos fixados para este ano; as cobranças serão feitas em duas parcelas, em novembro e dezembro. O projeto aprovado nesta segunda-feira prevê mudanças nos valores para quem possui lotes vagos, que antes era cobrado entre R$20 e R$50, e em 2019 passará a ser taxado com os mesmos valores de imóveis comerciais e residenciais. Nesta terça-feira (25) a votação do projeto continuará em debate na Câmara. Isso porque os vereadores terão pela frente a análise de sete emendas, relacionadas a regulamentação da taxa de lixo, para só depois encaminhar o texto para sanção do prefeito. Para que o projeto entre em vigor em 2019, a medida precisa ser aprovada pelo chefe do Executivo do município antes do dia dois de outubro. Entenda o caso Em Ipatinga, o pagamento da taxa de lixo vem gerando debates desde 2017, quando um projeto de lei determinou o aumento no valor cobrado. Em abril de 2018, a prefeitura chegou a a suspender temporariamente as cobranças, que eram feitas junto ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), mas dias depois passou a emitir novas guias, separando a cobrança da taxa de lixo. Após as novas guias, uma ação popular também questionou o excesso na cobrança da taxa de coleta de lixo.